fbpx

Saiba tudo sobre amamentação com nossas 10 dicas

10-dicas-para-se-preparar-sucesso-amamentacao

Toda mulher quando está planejando a gravidez, ou já está à espera do bebê, tem perguntas sobre a amamentação. Até que idade é indicado amamentar? Quantas vezes por dia? Quanto tempo leva cada mamada? Dói? Machuca? Amamentar é intuitivo, mas separamos dez dicas para que você esteja tranquila neste momento. Vamos lá:

  • O momento anterior à amamentação, enquanto a mamãe ainda está grávida, é de extrema importância. Lembre-se de lubrificar seus mamilos, fazer a higienização com água e hidratá-los constantemente. Quando estiver no período da amamentação, lembre-se de continuar esse processo, mas apenas hidrate o peito com uma gota de seu próprio leite e tome banho de sol por pelo menos 15 minutos, quando puder. Para evitar frustrações, saiba qual o seu tipo de mamilo ainda durante o pré-natal, com seu médico e entenda qual a melhor forma para você amamentar. Em alguns casos, pequenos exercícios diários são indicados.
  • Tente não demorar para amamentar seu bebê, não deixe que ele fique com muita fome. Desta forma ele estará mais calmo para o momento da mamada. Procure oferecer o seio assim que demonstrar o primeiro sinal de fome. Caso não consiga perceber este momento, tente acalmá-lo antes de amamentar.
  • Procure uma posição cômoda, com costas e braços bem apoiados. A posição ‘barriga com barriga’ é indicada, assim o bebê não precisa virar a cabeça para mamar. O corpo do bebê deve estar perto do seu, com o nariz dele encostado no seu peito. Cabeça e coluna devem estar alinhados e bumbum bem apoiado.
  • Com uma das mãos segure a mama. Com quatro dedos pegue por baixo, enquanto o polegar sustenta a parte de cima, formando um C. Para ajudar o bebê encontrar a mama e abrir a boca, posicione o bico entre a boca e o nariz da criança. Isso o estimula a abocanhar boa parte da auréola e não somente do mamilo. Se ele se prender somente ao mamilo, não existirá estímulo suficiente para a saída do leite, o que pode provocar a queda na produção e aumenta o risco do mamilo ressecar.
  • Ponto importante é saber se a ‘pega’ está correta. As bochechas do bebê ficam arredondadas, abocanha boa parte da auréola, queixo e nariz encostam na mama e ele não emite estalos durante a sucção. Se a ‘pega’ não estiver correta, tenta tirá-lo e começar o processo novamente. Mas não se estresse, faça tudo isso com calma, pois como já dissemos, amamentar é intuitivo.
  • Importantíssimo é oferecer um seio de cada vez para o bebê, alternando a cada mamada. Só ofereça a outra mama no mesmo momento se o seio esvaziar e o bebê ainda tiver fome.
  • Ao retirar a criança do peito, tenha cuidado. Uma dica é colocar seu dedo mindinho entre a mama e a boca do bebê para tirar o vácuo e evitar um puxão dolorido.
  • O indicado ao amamentar é oferecer apenas o leite materno (sem oferecer água ou chá) nos primeiros seis meses de vida, como recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A frequência de mamadas entre os recém-nascidos é de 8 a 12 vezes ao dia, sem horário fixo. Você vai aprender o a criar o seu próprio ritmo.
  • Quando o bebê acordar, de madrugada inclusive, amamente! Neste período existe o pico de prolactina, por isso é fundamental estimular os seios para manter uma produção adequada de leite.
  • Se você está com dificuldade para amamentar, procure ajuda em bancos de leite, grupos de apoio ou profissionais como os consultores de aleitamento materno e doulas pós-parto.

Agora quanto à dúvida de até qual idade amamentar, as opiniões são divergentes. Você deve oferecer seu leite para o bebê nos primeiros meses de vida, impreterivelmente, se disponível. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o aleitamento materno exclusivo seja feito até os seis meses de idade, e até os dois anos com introdução de outros alimentos. No entanto, cada mãe terá o seu critério para amamentar.

subir

Pin It on Pinterest