fbpx

Ultrassom de gravidez: Quando fazer e sua importância

Durante a gestação é indicado realizar alguns exames de extrema importância para acompanhamento de saúde da futura mamãe e do bebê. Um dos mais conhecidos é o ultrassom. Além de revelar o sexo do bebê antes de nascer, esse exame fornece informações como, por exemplo, se há alterações estruturais no bebê e presença de doenças cromossômicas, principalmente a Síndrome de Down.

A gravidez gera grandes expectativas. E logo no começo a mamãe fica ansiosa para saber se o seu bebê está se desenvolvendo de forma saudável. A ultrassonografia é o exame mais aconselhado no princípio da gestação. Primeiramente, este exame serve para a mulher saber em que semana de gravidez está e se será mais de um bebê.

Após o período inicial, com a realização do ultrassom, o médico e os pais conseguem acompanhar o desenvolvimento do bebê e saúde da placenta para saber se tudo está bem conforme aquele período gestacional. É importante lembrar que há um tempo certo após a fecundação, em torno de 7 semanas, que a mulher deve fazer o ultrassom, pois se feito antes a gravidez pode não aparecer e provocar preocupação desnecessária na gestante.

A quantidade ideal para realizar as ultrassonografias é de 3 durante a gravidez, ou seja, 1 a cada trimestre. Porém, as pessoas que possuem convênio médico tendem a fazer mais vezes. Alguns médicos pedem para que a futura mamãe faça um ultrassom a cada mês, o que normalmente proporciona muita alegria aos pais, pois ver o bebê aproxima ainda mais o casal do filho que está para chegar.

Assim, os exames de ultrassom durante a gravidez, normalmente, são:

  • Exame com 7 semanas para saber há quanto tempo a mulher está grávida e a quantidade de fetos.
  • Com 12 semanas, a futura mamãe irá fazer o exame Translucência Nucal, que detecta se há problemas cromossômicos no desenvolvimento do bebê, como a Síndrome de Down.
  • O exame realizado com 20 semanas é o chamado “ultrassom morfológico”, que verifica cada parte íntima do bebê. Com ele é até possível ver a quantidade de dedinhos. Esse exame também consegue verificar se os órgãos internos – bexiga, estômago, coração e rins -, estão funcionando bem. Como a maturação e a posição do bebê são fundamentais para diagnosticar a saúde, o ultrassom morfológico também examina a placenta.
  • Com 27 semanas de gestação o médico precisa verificar a maturidade da placenta, com uma tecnologia que averígua a circulação e movimentação do sangue que leva o oxigênio e nutrientes ao bebê.
  • Na reta final da gestação, mais ou menos com 33 semanas, o ultrassom irá verificar a idade gestacional e se a posição do bebê está adequada para o nascimento.

O exame de ultrassom pode ser realizado também em 3 ou 4D, e é a forma mais eficaz para os pais conhecerem a fundo os detalhes do bebê que está por vir. O melhor período para realizar o exame com essa tecnologia é por volta das 32 semanas de gestação. A ultrassonografia ajuda muito no planejamento com segurança da data de nascimento do bebê.

Por isso, não é à toa que as mamães se emocionam no momento do primeiro ultrassom, pois é com o auxílio desse exame que se pode ouvir pela primeira vez as batidas do coração do bebê que está dentro da barriga. Além da emoção, a futura mamãe tem um acompanhamento médico do desenvolvimento de seu filho.




teste pré natal não invasivo NIPT


subir

Pin It on Pinterest