fbpx

Mioma uterino coloca a gravidez em risco?

2 July, 2019

Os miomas, ou fibromas, que crescem ao redor do útero ou, com menos frequência, no colo do útero são tumores pélvicos normalmente benignos. Um mioma no endométrio pode afetar negativamente a capacidade de engravidar, mas também pode não ser um impedimento para uma gravidez saudável, conforme apresentamos neste artigo.

Causas e características dos miomas uterinos

Considera-se que as alterações hormonais ou por outros motivos, sejam a principal causa do aparecimento dos miomas. Entretanto, não se conhece com exatidão a razão verdadeira, e diversos fatores podem influenciar, como os genéticos.

O tamanho dos miomas uterinos pode variar bastante, podendo ser visíveis somente através de um microscópio ou se forem grandes, cobrindo todo o útero. Podem ser únicos ou, pelo contrário, podem se tornar vários miomas.

Sintomas dos miomas

Muitos miomas são assintomáticos. Outros, podem provocar uma diversidade de sintomas, sendo os mais frequentes:

  • Diferentes tipos de sangramento: mais abundantes do que o normal durante a menstruação, entre períodos menstruais e, ocasionalmente, com o aparecimento de coágulos sanguíneos.
  • Períodos menstruais mais longos do que o normal.
  • Cólicas ou outro tipo de dor entre os períodos menstruais.
  • Sensação de estar cheia ou pressão na parte inferior do abdômen.
  • Necessidade de urinar com muita frequência.
  • Relações sexuais dolorosas.

Tipos de miomas uterinos e como podem afetar a fertilidade

Os seguintes tipos de miomas se diferenciam de acordo com a sua localização:

  • Miomas subserosos. Representam mais da metade dos miomas uterinos (cerca de 55%) e se originam sob o revestimento externo do útero, expandindo-se normalmente para fora da cavidade uterina. Fazem o útero ganhar uma aparência anormalmente volumosa, mas não impedem a gravidez, nem provocam problemas no parto.
  • Miomas intramurais. A essa categoria pertencem aproximadamente 40% dos miomas, que podem chegar a provocar uma deformação na fisionomia normal do útero, mesmo que não estejam associados a problemas de fertilidade.
  • Miomas submucosos. Podem dificultar, ou até mesmo impedir, a gravidez caso não sejam tratados, pois ao crescer no interior do útero podem causar a desestruturação da mucosa do endométrio uterino. Por sorte, apenas 5% dos casos de mioma pertence a esse grupo.

Por que os miomas submucosos podem dificultar a gravidez?

Como explicado no tópico anterior, os miomas submucosos representam apenas 5% do total de casos, e podem chegar a causar infertilidade. O motivo para isso é que, por se tratar de um mioma situado no endométrio, isso pode dificultar a implantação do embrião e, inclusive, bloquear a entrada do óvulo nas trompas de Falópio.

Tratamento para o mioma no endométrio

O tratamento mais comum para os miomas submucosos que podem causar infertilidade é a histeroscopia, uma intervenção cirúrgica que consiste na introdução de um guia óptico através da vagina para coletar imagens do interior do útero, detectar miomas e extrai-los. Após a realização bem-sucedida desse procedimento, é muito provável que a mulher consiga engravidar.

 

Dra Cristina CarvalhoDra Cristina Carvalho é biomédica e geneticista


Quem leu este artigo também se interessou por:

subir

Pin It on Pinterest