Teste de açúcar na gravidez: O’Sullivan

teste de açúcar na gravidez

Todas as gestantes realizam o exame de açúcar durante a gravidez (conhecido também como o teste de O’Sullivan) com o objetivo de detectar uma possível diabetes gestacional. Caso o teste indique níveis de glicose alterados, é necessário realizar um segundo teste para confirmar os resultados. Esse segundo teste é chamado de teste de tolerância à glicose (TTG) e é mais completo que o anterior.

Por que os testes de glicose são realizados durante a gestação?

A diabetes gestacional é uma complicação relativamente frequente da gravidez e, embora não seja muito preocupante e quase sempre temporária, desaparecendo quando a mulher dá à luz, sua identificação e controle são importantes para evitar possíveis complicações, como o risco de uma diabetes crônica.

Esse tipo de diabetes é causado pelo aumento de substâncias como o cortisol, prolactina ou lactogênio no corpo das gestantes, o que pode neutralizar a produção de insulina.

Primeiro exame: teste de O’Sullivan

Normalmente, o teste de glicose é realizado entre as 24 e 37 semanas de gestação e consiste na ingestão de um xarope açucarado com 50 gramas de glicose e uma subsequente coleta de sangue, uma hora depois, a fim de medir a capacidade do organismo de metabolizar a glicose.

Após esse primeiro exame podem acontecer duas coisas:

  1. Que os níveis de glicose sejam inferiores a 140 mg/dl. Nesse caso, não existe diabetes gestacional e não se realizam mais testes.
  2. Que os níveis de glicose obtidos sejam iguais ou superiores a 140 mg/dl. Aqui, os níveis de glicose estão um pouco elevados, e deve-se realizar um segundo teste para confirmar se existe ou não diabetes gestacional.

Segundo exame: teste de tolerância à glicose ou TTG

Em primeiro lugar, não precisa ficar muito preocupada pelo fato de precisar fazer um segundo exame de açúcar no sangue, chamado de teste de tolerância à glicose ou TTG. Isso não necessariamente significa que você tenha diabetes gestacional, mas apenas que seus níveis de glicose no sangue não excederam o nível de rastreamento estabelecido. Portanto, o diagnóstico deve ser confirmado com um segundo teste.

O que é o TTG?

O segundo teste de glicose é dividido nas seguintes fases:

  • Em primeiro lugar, retira-se uma primeira amostra de sangue em jejum com o propósito de medir o índice de glicemia basal.
  • Em seguida, a mulher ingere um xarope que contém entre 75-100 gr. de glicose.
  • A terceira e última fase do exame consiste na extração de três amostras de sangue diferentes, nos seguintes espaços de tempo:
    • No momento em que toma o xarope.
    • Duas horas após ter tomado o xarope.
    • Três horas após ter tomado o xarope.
      Quais são os índices normais de glicose
      Nesta tabela, é possível ver os índices considerados normais em cada um dos momentos em que são medidos:

Índices de glicose considerados normais:

  • Uma hora após a ingestão  – Menos de 180 mg/dl
  • Duas horas após a ingestão – Menos de 155 mg/dl
  • Três horas após a ingestão –  Menos de 140 mg/dl

No caso de pelo menos dois dos três valores estarem acima desses limites, o diagnóstico de diabetes gestacional é confirmado.

Passar mal durante o teste de glicose

Naturalmente, por se tratar de um exame mais demorado, que requer várias extrações de sangue, é o segundo teste é incômodo do que o primeiro. No entanto, não há por que se preocupar: o desconforto não passa de náuseas e sensação de fraqueza enquanto as extrações são realizadas, ainda que a intensidade dos sintomas possa variar muito de mulher para mulher. Isso é absolutamente normal, já que o teste é longo e feito em jejum.

Existe o risco de vomitar a solução de glicose, embora isso não seja comum. Nesse caso, deve-se repetir o exame. Em geral, as queixas das gestantes que realizam esse teste são mais relacionadas à duração do teste (várias horas devido ao tempo de espera entre cada extração) do que a algum tipo de dor ou mal estar.

Conselhos para lidar melhor com o teste de tolerância à glicose

  • Procure ir ao teste tranquila e relaxada.
  • Vá acompanhada de um familiar ou uma amiga.
  • Coma algo leve na noite anterior e realize o exame pela manhã, pois assim você conseguirá aguentar melhor o tempo que estiver em jejum.
  • Leve um livro, tablet ou qualquer objeto de entretenimento para combater o tédio com leituras, filmes, jogos ou passatempos.
  • Após realizar o teste, recomenda-se não consumir açúcar durante o resto do dia e caminhar muito, pelo menos por 2 horas, para ajudar o seu organismo a digerir a glicose ingerida.

O que acontece se eu for diagnosticada com diabetes gestacional?

A diabetes gestacional é uma complicação bastante frequente que deve ser controlada por um especialista, para evitar que se torne crônica, algo que acontece em poucos casos, ou que chegue a afetar a saúde da mãe e do bebê.

Muitas vezes, um tratamento específico não é necessário, bastando seguir uma dieta adequada e aumentar a atividade física; porém, em alguns casos, pode ser necessário injetar doses de insulina durante os meses de gestação. De qualquer maneira, será o seu médico que, com base nos resultados das análises, decidirá a opção mais apropriada e segura para a sua saúde e a do seu bebê.

 

Dra Cristina CarvalhoDra Cristina Carvalho é biomédica e geneticista


Quem leu este artigo também se interessou por:

calendario de exames de pré-natal

subir

Pin It on Pinterest