fbpx

Tudo sobre enjoo na gravidez

20 August, 2019 ,
enjoo na gravidez

Enjoo na gravidez é uma coisa chata. Normalmente, as náuseas acontecem durante as primeiras semanas e termina ao redor da 12ª semana, mas existem casos mais raros onde o enjoo acompanha a gestante até o final da gravidez. No entanto, na grande maioria dos casos, existem dicas que podem reduzir bastante ou até mesmo eliminar este indesejável sintoma da gravidez.

Por que acontece o enjoo durante a gravidez?

Na verdade, não existe uma comprovação total sobre a origem exata do enjoo durante a gravidez, mas a causa é atribuída às mudanças hormonais.

O hormônio hCG, que é o hormônio da gravidez, é muito produzido no início da gestação e por isso é remetido a ele a “culpa” principal dos enjoos. Porém, algumas mulheres podem ter enjoos por mais tempo e outras poucas, uma condição grave e mais rara chamada por hiperêmese gravídica, como foi o caso da duquesa de Cambridge, Kate Middleton, o que levou a princesa à internação. A hiperêmese gravídica afeta cerca de 2% das gestantes, a futura mãe chega a não conseguir se alimentar e precisa contar com cuidados médicos.

Aqui vamos falar daqueles enjoos mais comuns da gravidez.

Como combater o enjoo ao levantar-se

Um dos enjoos mais frequentes acontece na hora de acordar ou também ao ficar em pé depois de estar deitada por um tempo. Para combater este tipo de indisposição, minha dica é comer uma bolacha de água e sal antes de sair da cama.

Deixe sempre à mão o pacote de biscoito de água e sal, coma deitada e espere alguns minutos, então levante devagar. Dar um impulso para ficar em pé pode inclusive ser perigoso por uma possível queda de pressão, que como consequência, te coloca em risco de algum acidente por conta da tontura.

Para a grande maioria das mulheres esta dica funciona. Espero que seja o seu caso!

Enjoo após refeições

Pode acontecer que você sinta enjoo após se alimentar. Uma das dicas para esta situação é não comer muita quantidade. Por exemplo, passar muito tempo em jejum e depois comer bastante para saciar a fome pode ser um problema.

Ter muita comida no estômago pode provocar enjoo porque durante a gravidez os hormônios que relaxam nossos músculos para todas as mudanças que nosso corpo precisa passar também reduz a velocidade da nossa digestão, que fica mais lenta gerando um mal-estar após as refeições, principalmente as mais pesadas.

Portanto, a dica é comer mais vezes porções pequenas de comida, assim você tanto evita o enjoo do estômago vazio, quanto o enjoo do estomago cheio! A cada 2 ou 3 horas, de preferência.

Em suas refeições, dê preferência a alimentos leves e de fácil digestão. Evite queijo mole, alimentos gordurosos e muito açúcar. Todos estes alimentos aumentam o risco de enjoo e por muito que pode bater aquela vontade de tudo isso que falei, procure evitar e não exagerar.

Beber líquidos durante as refeições também pode ser um fator que provoca enjoo, porque os líquidos atrasam a velocidade da sua digestão. Portanto, os dois litros de água que você precisa beber diariamente, devem ser consumidos preferencialmente fora dos horários das refeições.

Reduzir o enjoo em locais com cheiros fortes

Você deve ter reparado que os enjoos aumentam em lugares específicos como cozinha, postos de gasolina e qualquer lugar que apresente muitas fragrâncias misturadas. A primeira dica para estes casos é literalmente evitar estes lugares!

Cozinhar pode ser uma dificuldade terrível! Então, sempre que você puder contar com uma pessoa que cozinhe para você, esta seria a sua solução.

Alimentos quentes provocam mais enjoos

Você já percebeu isso? Se não percebeu, confie em mim! Alimentos frios ou em temperatura ambiente provocam menos enjoos, principalmente se o seu caso for enjoo após refeições. E como alimentos frios exalam menos aromas, isso também poder útil para a sensibilidade aos cheiros.

Picolé de limão: Solução mais utilizada contra o enjoo

O limão, assim como o gengibre, são alimentos que ajudam muito a combater o enjoo. E como dito, alimentos frios e gelados proporcionam um frescor que o estômago adora. Por isso, picolé de limão, que junta dois pontos importantes para reduzir as náuseas, será o seu melhor amigo contra o enjoo!

Faça seu próprio picolé de limão! Assim você tem uma solução não industrializada e refrescante sempre a mão.

O primeiro trimestre passou, mas meu enjoo não

Aconteceu comigo que meu enjoo foi além do primeiro trimestre de gravidez. No meu caso, foi porque eu estava com um problema de hipoglicemia. Portanto, se o seu enjoo não passa, esta possibilidade pode ser considerada pelo seu médico.

Durante a gestação o nosso corpo está trabalhando de uma forma diferente. Antes da gravidez talvez fosse possível e fácil para você manter-se várias horas sem comer, mas agora, a falta de energia poderia chegar a causar mal-estar. Por isso, aquela dica de reduzir os intervalos de refeições com porções menores também é útil para evitar que o seu enjoo seja provocado pela falta de energia. Ter uma barrinha de cereal ou até mesmo uma bala sempre à mão pode ser útil.

Enjoo ao andar de carro

O enjoo que pode acontecer no carro é devido a movimentos não esperados, confundindo o nosso equilíbrio normal. Por esta razão, pode ajudar muito a reduzir o enjoo se for você quem estiver dirigindo. Caso você não tenha nenhuma restrição para dirigir durante a gestação, esta dica vai te ajudar.

Fale com o seu médico, evite complicações

Se nada consegue reduzir o seu enjoo e a sua qualidade de vida está sendo prejudicada, não pense duas vezes, consulte o seu médico, pois ele vai investigar o risco de alguma complicação ou até mesmo indicar algo mais específico ou pedir exames para analisar possíveis causas do seu enjoo.

Quer que eu te conto?

Monica RomeiroSou Monica Romeiro, mãe do Lucas e da Larissa. Amo compartilhar minhas experiências e passar informações corretas e seguras para as mulheres que sonham em engravidar, para gestantes e para mamães. Convido você a conhecer meu blog e canal no YouTube.


Quem leu este post também se interessou por:

subir

Pin It on Pinterest