fbpx

7 cuidados para uma gravidez em tempos de coronavírus

20 May, 2020
gravidez e coronavírus

Ter um positivo de gravidez, atualmente, além da grande alegria que traz pela chegada de uma nova vida, também desperta uma preocupação extra devido ao novo coronavírus, pois são muitas as incertezas relacionadas a essa doença que existe há tão poucos meses e levou o mundo ao isolamento.

Diante de muitas perguntas ainda sem respostas, queremos compartilhar algumas dicas sobre como atuar se você está grávida para manter seu pré-natal em dia, evitar o contágio e estar pronta para agir com precaução em caso de eventuais complicações gestacionais, inclusive quando não estão relacionadas com o COVID-19.

1. Gestantes afetadas por coronavírus podem transmitir o vírus ao feto?

O risco que a doença passe da mãe para o feto não está descartado 100%. Até agora, as evidências indicam que isso não acontece, mas algumas publicações não descartam esta possibilidade. Portanto, enquanto mais pesquisas são realizadas, é preciso ter cautela.

A condição de gestante já confere um status de risco, pois muitas mudanças que acontecem no corpo para proporcionar tudo que o feto precisa para seu desenvolvimento exigem um esforço do organismo materno. Portanto, é necessário que a gestante mantenha o distanciamento social e tome o máximo de cuidado para manter sua saúde geral e dessa forma, reduzir o risco de precisar ir ao hospital por uma urgência médica.

2. Que testes de pré-natal são essenciais?

É importante manter o pré-natal completo, inclusive em tempos de pandemia. Cada gestação pode ter diferentes níveis de flexibilização que devem ser indicados pelo próprio obstetra. Como mínimo, o ultrassom do 1º e 2º trimestre, os exames de sangue do 1º e do 2º trimestre seriam essenciais e o acompanhamento do 3º trimestre também são necessários.

Alguns testes de pré-natal podem ser realizados com coleta domiciliar, como é o caso do teste NACE, que pode ser realizado a partir da décima semana de gestação para avaliar a saúde cromossômica do bebê em relação a síndromes genéticas, como a Síndrome de Down.

3. Se descobri que estou grávida, devo ir ao médico?

Você deve dizer ao seu médico para solicitar os exames habituais do início da gravidez, e seguir as recomendações como tomar ácido fólico, mas você não deve procurar hospitais sem agendamento prévio a menos que tenha sintomatologia como dor abdominal, sangramento relacionado a problemas na gravidez.

4. Que medidas uma mulher grávida deve tomar para prevenir a infecção pelo coronavírus?

As mesmas que o resto da população. Tendo um especial cuidado em manter o distanciamento social e que as pessoas de seu convívio próximo também façam o mesmo.

5. Que medidas preciso tomar para evitar a propagação de um recém-nascido?

As visitas ao hospital devem ser evitadas e restritas ao círculo familiar mínimo.
Caso a mãe seja positiva para Covid-19, recomenda-se o isolamento; a criança deve ser separada da mãe; evitar o contato até que a mãe obtenha um teste de confirmação negativo para a doença.
Toda gestante deve ser testada sob suspeita de Covid-19, para informar a equipe de saúde e tomar as medidas apropriadas.

6. Uma gestante deve sair de casa para fazer as compras ou passear com o animal de estimação?

Não é recomendado, ela deveria procurar ajuda de familiares e amigos para realizar essas tarefas, sendo que estas pessoas também devem tomar as medidas necessárias para evitar o contágio.

7. O que faço se entrar em trabalho de parto durante a quarentena?

Vá para o hospital. Seria importante informar se você teve sintomas de Covid-19 para que o hospital tome certas medidas de isolamento e prevenção para o parto.

 

Taccyanna AliTaccyanna Ali, MsC é assessora científica


Quem leu este post também se interessou por:

subir

Pin It on Pinterest