fbpx

Ultrassom pode errar o sexo do bebê?

5 February, 2019 ,
ultrassom morfológico ve sexo do bebê

Após fazer o ultrassom que revela o sexo do bebê, aposto que você ficou com vontade de sair correndo para comprar o enxoval e contar pra todo mundo, mas muita calma nessa hora!

Sabe por quê? Quando você faz o ultrassom morfológico, aquele realizado entre 11 e 14 semanas de gravidez? O seu obstetra pode ver o tubérculo genital fetal, que não é exatamente o genital do bebê.

A chance de erro do primeiro ultrassom na hora de identificar o sexo do bebê é de 20%, porque vai depender muito da posição do bebe. Parece pequena esta margem de erro? Acho grande suficiente para ao menos não fazer compras pensando em menina ou menino!

Quando o ultrassom pode dar certeza do sexo do bebê?

Aproximadamente na semana 16 de gestação, quando o bebê está mais formado é mais fácil ter certeza, mas ainda existe o risco do bebê não estar em uma posição que permita ver o sexo.

Você sabia que os laboratórios só afirmam categoricamente o sexo do bebê após 18 semanas? Isso acontece pelo risco de erro ainda ser considerado importante para eles, portanto são precavidos. Por isso, sempre que falarem o sexo do bebê para você, pergunte qual é a margem de erro, porque sempre existe um risco, mesmo que pequeno.

Qual exame dá 100% de certeza sobre o sexo do bebê?

Os exames genéticos que analisam os cromossomos e conseguem dar 100% de certeza sobre o sexo do bebê são os exames invasivos, como a Amniocentese, por exemplo, mas que não vale a pena o risco de realizar se for apenas para saber o sexo do bebê, este exame está indicado para gestações com alto risco de Síndrome de down ou outras síndromes cromossômicas no bebê.

O ideal são outros exames, também genéticos, porém não invasivos, como a sexagem fetal e o NIPT (teste pré-natal não invasivo), que dão uma segurança muito grande (quase 100%) na hora de confirmar o sexo, mas são exames realizados apenas no particular e nenhum convênio vai cobrir (até onde eu sei).

  • Sexagem fetal

A sexagem fetal vai analisar apenas o cromossomo sexual do homem (Y) e pode ser realizada a partir da semana 9 de gravidez. A técnica para a sexagem fetal é basicamente analisar se no sangue da mãe tem a presença do cromossomo Y, e caso este o cromossomo masculino não é detectado, consequentemente o sexo do bebê será uma menina. Porém este exame não é seguro em caso de gravidez de gêmeos, porque caso seja detectado um cromossomo Y, ele tanto poderia ser dos dois bebês, quanto de apenas um deles.

  • Teste pré-natal não invasivo

Também realizado a partir de uma amostra do sangue da mãe, o estudo do DNA fetal através do teste pré-natal não invasivo (NIPT ou NACE), além de revelar o sexo, também vai detectar outras alterações cromossômicas importantes, como a Síndrome de Down, por exemplo. Este teste genético pode ser realizado a partir da décima semana de gestação, mas também não dá certeza em caso de gêmeos.

Confiança do ultrassom, de que depende?

Caso você vá contar apenas com a informação do ultrassom, meu conselho é esperar um pouco para fazer as compras do enxoval. No segundo trimestre, a ultrassonografia vai ser muito mais confiável e você ainda tem bastante tempo para que tudo fique perfeito para a chegada do seu bebê!

Para confiar no ultrassom, além de perguntar ao médico que realiza a ecografia, meu conselho é levar a foto do US para o seu obstetra confirmar. Os fatores que vão influenciar para o ultrassom revelar o sexo do bebê são:

  • Equipamentos mais modernos terão uma resolução melhor
  • Olho do médico, que se bem treinado, sempre será mais confiável
  • Posição do bebê, que inclusive é o fator mais importante e, para facilitar esta questão eu tenho uma dica! Uns 15 minutos antes de fazer o ultrassom, coma uma barrinha de chocolate (se seu obstetra deixar!), isso vai agitar o bebê e em um desses movimentos, quem sabe será mais fácil que seu bebê mostre se é menino ou menina e como bônus, ver ele se mexer durante o ultrassom é mágico! Eu recomendo!

Importante! Você precisa avisar se quer ou não saber o sexo

Se está pensando em um chá de revelação, peça para o médico anotar em um papel e não falar diretamente para você. Leve um envelope e peça para ele colocar o resultado dentro.

Quer que eu te conte?

Se você quer ver a versão desse post em vídeo, que tem um pouco menos de informações, porque fiz atualizações, acesse:

 

Monica Romeiro

 

Sou Monica Romeiro, mãe do Lucas e da Larissa. Amo compartilhar minhas experiências e passar informações corretas e seguras para as mulheres que sonham em engravidar, para gestantes e para mamães. Convido você a conhecer meu blog e canal no YouTube.

 

 


Quem leu este post também se interessou por:

subir
Solicitação de Informações

Pin It on Pinterest